A caminho da auto-sustentabilidade / Produções Orgânicas

INÍCIO

Quando para cá mudamos nossas vidas, anos atrás, o que havia na vasta área do “nosso” vale eram basicamente três tipos de vegetação:

– capim alto que servia de pasto para algumas poucas cabeças de gado,

– mata em recuperação e

– Mata Atlântica preservada e primária, na maior parte da propriedade.

HOJE

Atualmente, parte da antiga área de pasto foi substituída por jardins, horta, plantios, pontes e caminhos que interligam as edificações.

Na horta cultivamos sem agrotóxicos verduras, legumes e ervas que servem de ingredientes para as refeições consumidas no dia-a-dia da Vila Volta e pelos hóspedes.

Também orgânicas são as outras plantações do sítio – de mandioca, jaca, banana, goiaba, limão, mexerica etc.

Hoje em dia não se percebe mais a outra parte do antigo pasto nem a mata antes degradada. Juntas, elas já se integram à exuberante Mata Atlântica.

FUTURO

Nos próximos meses, queremos expandir as produções orgânicas, seguindo métodos de permacultura e agrofloresta – doações de sementes e mudas são bem-vindas – e concluir a obra de um lago onde criaremos peixes para consumo próprio.

Outro projeto para o futuro próximo é a instalação de uma mini-usina hidrelétrica para geração de energia elétrica, utilizando a matéria prima de boa qualidade que dispomos aqui em abundância: a água.  

Assim, caminhamos em direção da auto-sustentabilidade “vilavoltense”.